Notícias
27/10/2020
O que não fazer para tratar terçol
O terçol pode incomodar bastante e mais se tratado da maneira errada. Saiba mais nesse artigo o que não fazer com um terçol.
Compartilhe
/sistema/sys/arquivos/img_posts/284.png?w=415&h=415

O terçol é uma infecção bacteriana instauradas nas glândulas localizadas as bordas inferiores e superiores das pálpebras. Acompanhada de inchaço, vermelhidão e incômodo, a doença pode ser facilmente confundida com o calázio, entenda as diferenças entre Terçol e Calázio aqui. Em nosso site você também pode entender melhor o que é o terçol. Neste artigo você lerá mais sobre:

- Como evitar a infecção bacteriana ocular
- O que não fazer para tratar o terçol;
- Complicações do terçol;
- A importância do acompanhamento médico.

 

Como evitar o terçol

Por se tratar de uma infecção que na maioria dos casos é leve, os cuidados para evitá-la são básicos, como manter as mãos sempre limpas e higienizadas, evitando a transmissão da bactéria aos olhos.

Outro cuidado que pode ser tomado é a higienização regular do rosto por isso utilize sempre produtos testados oftalmologicamente com o pH adequado para evitar irritações,que deixam a região ocular mais suscetível.

 

Mas afinal, o que não fazer para tratar o terçol

A primeira e mais básica dica é: nunca se automedique. Como dito acima, o terçol na maior parte do casos não é agressivo, porém existem situações onde ocorrem complicações. Por isso, a segunda dica é: não tente tratamento caseiros, procure sempre a orientação do médico oftalmologista em casos de anormalidades nos olhos, eles estarão aptos para dar o diagnóstico e tratamento mais apropriado para a ocorrência. 

 

Complicações do terçol

O terçol, em casos mais comuns, drena e desaparece em 2 ou 3 dias. Depois desse período se persistirem os sintomas, o ideal é procurar o especialista para avaliação. 

Existe a possibilidade do terçol se espalhar para outras glândula do rosto contendo os mesmos sintomas: dor, inchaço e vermelhidão.

Além disso, se a doença for de repetição ou quando aparece mais de um terçol no mesmo local, há risco prejudicial à córnea, podendo causar astigmatismo efêmero, porém esses casos são bastante raros.  

 

A importância do acompanhamento médico

Mesmo sendo uma anomalia comum, O terçol deve sim passar pelos cuidados adequados. Qualquer doença, quando feitos os procedimentos errôneos, pode se transformar em algo bem mais grave.

 

Procure os melhores especialistas do Instituto Assad Rayes

O Instituto Assad Rayes com mais de 20 anos de experiência está preparado para te receber com os melhores médicos oftalmologistas do mercado.


 Acesse nosso formulário para marcar sua consulta ou ligue para (48) 3029-0260

 

 

Outras Notícias