Notícias
03/03/2020
Optometrista e Médico Oftalmologista: entenda a diferença entre estas duas profissões.
O artigo tem o objetivo de esclarecer a diferença entre os profissionais de optometria e médicos oftalmologistas.
Compartilhe
/sistema/sys/arquivos/img_posts/258.png?w=415&h=415

Se você faz acompanhamento regular da sua saúde óptica, ou usa óculos, provavelmente você já tenha passado pelo médico oftalmologista e talvez, também pelo optometrista. Isso porque ambos atuam na área da saúde e primam pelo bem-estar oftalmológico da população. Contudo, além das diferentes formações profissionais, suas funções se diferem também no grau de avaliação da saúde visual, já que o optometrista é responsável por uma avaliação primária da saúde visual, enquanto o médico oftalmologista é responsável pelo diagnóstico e tratamento, tanto de problemas visuais nos casos de correção de grau, por exemplo: astigmatismo e miopia, quanto de doenças do globo ocular, como a catarata, a retinopatia diabética, o glaucoma. Atuando também na sua prevenção.

Para que você entenda melhor a diferença entre esses dois profissionais, elaboramos uma lista com as competências e requisitos exclusivos de cada um deles:

Formação:

Médico oftalmologista:

  • A formação do médico oftalmologista corresponde ao curso superior de medicina, com duração de seis anos, aliado a uma especialização em oftalmologia que exige um período de residência de três anos em alguma instituição de saúde, somando, no mínimo, nove anos para concluir a formação. Em alguns casos, esses profissionais ainda se aprofundam em uma subespecialidade, como córnea ou retina, por exemplo, que pode levar mais um ou dois anos até a finalização. Para a obtenção do Título de Especialista em Oftalmologia, o médico deve ter realizado sua formação em uma universidade conveniada com o MEC ou receber o título concedido pelo CBO/AMB e credenciado pelo Conselho Federal de Medicina, através da aprovação na Prova Nacional de Oftalmologia teórico e prática, de acordo com os termos da Resolução CFM n° 2162/2017

Optometrista:

  • Para se tornar um profissional em optometria é necessário o curso superior em optometria, com aprovação de Grade Curricular pela Secretaria da Educação e MEC, que pode ser oferecido em três instâncias: curso técnico em optometria, que em geral leva um ano e meio para ser concluído, curso tecnológico, com duração de três anos em média, ou bacharelado, com duração de cinco anos.

Atuação:

Médico Oftalmologista:

  • O médico especializado em oftalmologia está habilitado para identificar e determinar tratamento tanto de problemas de visão hereditários ou adquiridos, por exemplo a hipermetropia, quanto de patologias do globo ocular, como a catarata e a retinopatia diabética. Esse profissional pode, além de realizar exames intrusivos, prescrever medicamentos para o tratamento de doenças, bem como indicar e/ou realizar procedimentos cirúrgicos no paciente, caso estes se façam necessários.

Optometrista:

  • O optometrista é o profissional responsável por identificar problemas no sentido da visão, como astigmatismo, miopia, hipermetropia, utilizando-se apenas de métodos não invasivos, como testes de acuidade visual e refração, para que possa prescrever óculos correção de grau, apenas. O optometrista não pode receitar medicamentos para o tratamento de doenças visuais como conjuntivite e glaucoma, e não tem formação para fornecer tais diagnosticos, devendo sempre aconselhar ao paciente que procure um médico oftalmologista para a manutenção da saúde ocular. O optometrista também tem a competência para realizar campanhas que promovam a prevenção dos distúrbios acima citados, bem como desenvolver e ajustar os óculos e acompanhar o paciente durante o período de adaptação. 

Subespecialidades:

Médico Oftalmologista:

  • Além da especialização em oftalmologia, os profissionais que atuam nessa área podem se aprofundar ainda mais em uma subárea de trabalho, tornando-se referência em uma doença específica, como oncologia ocular, por exemplo, ou qualificando-se para atender determinada parcela da população, como a oftalmopediatria.

Optometrista:

  • A optometria conta com três principais subáreas nas quais os profissionais podem aprofundar seus estudos: optometria pediátrica, pós-graduação em ortóptica - que atua nos transtornos de motilidade ocular (movimento dos olhos)-, e a especialização em optometria comportamental - que analisa o sistema visual como um todo e a influência das deficiências visuais na personalidade e relacionamentos interpessoais do portador.

Fique atento!

Segundo o Decreto n° 20.931 é vetado aos optometristas a instalação de consultórios, bem como é vetado às óticas a criação de consultórios nas dependências deste estabelecimento. Além disso, a prescrição de lentes de contato, segundo resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) de 2011, é considerada como ato exclusivo do médico.


Conheça o Instituto da Visão Assad Rayes


O Instituto da Visão Assad Rayes é qualificado desde 2005 como hospital especializado e foi fundado em 1996, contando com uma equipe médica altamente competente e experiente.


Acesse nosso formulário do site ou ligue para (48) 3029-0260.

 

 

 

Outras Notícias